Configurations Error(!)
Configurations Error(!)
Configurations Error(!)
Payday loans
Sexta, Outubro 20, 2017
   
Text Size
Entrar

Estatuto da Criança e do Adolescente

Lei nº 8.069 de 13 de Julho de 1990

"Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências".
O Presidente da República



Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:



Estatuto da Criança e do Adolescente



Artigos referentes aos direitos da criança e do adolescente portador de deficiência.



Art. 4º. É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e convivência familiar e comunitária.



Art. 7º. A criança e o adolescente têm direito a proteção à vida e à saúde, mediante a efetivação de políticas sociais públicas que permitam o nascimento e o desenvolvimento sadio e harmonioso, em condições dignas de existência.



Art. 10. Os hospitais e demais estabelecimentos de atenção à saúde de gestantes, públicos e particulares, são obrigados a:



III - proceder a exames visando ao diagnóstico e terapêutica de anormalidades no metabolismo do recém-nascido, bem como prestar orientação aos pais.



Art. 11. É assegurado atendimento médico à criança e ao adolescente, através do Sistema Único de Saúde, garantido o acesso universal e igualitário às ações e serviços para promoção, proteção e recuperação da saúde.



§ 1º. A criança e o adolescente portadores de deficiência receberão atendimento especializado.



§ 2º. Incumbe ao Poder Público fornecer gratuitamente àqueles que necessitarem os medicamentos, próteses e outros recursos relativos ao tratamento, habilitação ou reabilitação.



Art. 54. É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente:



III - atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência, preferencialmente na rede regular de ensino.



Art. 66. Ao adolescente portador de deficiência é assegurado trabalho protegido.



Art. 112. Verificada a prática de ato infracional, a autoridade competente poderá aplicar ao adolescente as seguintes medidas:


I - advertência;
II - obrigação de reparar o dano;
III - prestação de serviços à comunidade;
IV - liberdade assistida;
V - inserção em regime de semiliberdade;
VI - internação em estabelecimento educacional;
VII - qualquer uma das previstas no art. 101, I a VI.



§ 3º. Os adolescentes portadores de doença ou deficiência mental receberão tratamento individual e especializado, em local adequado às suas condições.



Art. 208. Regem-se pelas disposições desta Lei as ações de responsabilidade por ofensa aos direitos assegurados à criança e ao adolescente, referentes ao não-oferecimento ou oferta irregular:


II - de atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência.

Portal do Surdo no Facebook

Login Form